A Arábia Saudita afirma ter interceptado míssil Houthi que feriu duas crianças

A Arábia Saudita está atolada em uma guerra que já dura anos e um impasse apoiando o governo derrubado do Iêmen contra os houthis apoiados pelo Irã.

Pelo menos 14 casas na área de Dammam sofreram danos, de acordo com a agência estatal de imprensa saudita. (Imagem representativa via AP)

A Arábia Saudita interceptou um míssil balístico disparado por rebeldes Houthi do Iêmen e destroços que caíram em um bairro perto de Dammam feriram pelo menos duas crianças, disse o reino no domingo.

Imagens publicadas pela Agência de Imprensa estatal Saudita mostraram vidros e destroços em uma casa lá, que fica na parte leste do reino e perto da sede da gigante petrolífera estatal Saudi Aramco. Pelo menos 14 casas na área sofreram danos, informou a agência.

Os Houthis lançaram três drones carregados de bombas e três mísseis balísticos no ataque, o porta-voz militar Brig. Disse o general Turki al-Malki. Os rebeldes Houthi do Iêmen não reconheceram imediatamente o lançamento do ataque.

O Consulado dos EUA nas proximidades de Dhahran enviou um alerta aos cidadãos americanos alertando-os sobre o ataque, que descreveu como tendo como alvo a área ao redor de Dhahran, Dammam e Khobar.

Fique alerta em caso de futuros ataques adicionais, disse o consulado.

A Arábia Saudita está atolada em uma guerra que já dura anos e um impasse apoiando o governo derrubado do Iêmen contra os houthis apoiados pelo Irã. A guerra liderada pelos sauditas, que começou em março de 2015, teve um aumento nos últimos meses em meio a um esforço dos Houthi para capturar a cidade de Marib.

Isso também gerou novos ataques de longo alcance pelos Houthis na Arábia Saudita. Um drone carregado de bomba na terça-feira caiu no aeroporto de Abha, ferindo oito pessoas e danificando um avião civil.

Ataques aéreos e combates terrestres no Iêmen mataram mais de 130.000 pessoas e geraram a pior crise humanitária do mundo.