Como vencer a indigestão durante a gravidez

A indigestão, também chamada de 'dispepsia', é uma sensação de dor ou desconforto no estômago (abdómen superior). Ocorre devido a mudanças físicas e hormonais significativas e ao efeito dos hormônios progesterona e estrogênios, que geralmente são administrados às mães para apoiar a gravidez em curso.

indigestão durante a gravidezOito em cada 10 mulheres podem ter indigestão durante a gravidez. (Fonte: Getty Images)

Por Dr. Seema Sharma

Se você é uma mãe grávida, muitas mudanças ocorrerão no corpo e causarão irritação ou desconforto. Durante a gravidez, a indigestão é uma queixa comum, juntamente com cãibras, dores de cabeça, estrias e tornozelos inchados.

Indigestão, também chamada de 'dispepsia', é uma sensação de dor ou desconforto no estômago (abdômen superior). Ocorre devido a mudanças físicas e hormonais significativas e ao efeito dos hormônios progesterona e estrogênios, que geralmente são administrados às mães para apoiar a gravidez em curso. Conforme o número de semanas aumenta e o trimestre muda, a indigestão se torna mais comum e pode ser causada por seu bebê empurrando seu estômago. Até oito em cada 10 mulheres podem ter indigestão durante a gravidez.

Sintomas de indigestão durante a gravidez

· Enjôo matinal ou noturno

· Enjôo

· Vômito

· Constipação

A falta de apetite à salivação excessiva torna o primeiro trimestre para as mulheres grávidas bastante infeliz. A razão por trás desses sintomas é simplesmente a desaceleração do sistema digestivo, levando ao retardo do esvaziamento gástrico e a aversão a muitos cheiros e sabores dissuadir as mães grávidas de comer muito. A pressão da família e a expectativa de comer por dois para atender às necessidades do feto em crescimento aumentam o estresse para as futuras mães. A incapacidade dos cônjuges de sentir empatia e culpar as mães por terem acessos de raiva desnecessários torna as coisas ainda mais difíceis. Em mulheres grávidas, a indigestão pode ser causada por:

· Comer uma grande refeição

· Comer alimentos ricos em gordura

· Beber suco de frutas ou bebidas com cafeína (café, chá, refrigerantes)

· Fazer atividade física logo após comer

· Sentindo-se ansioso

Embora a indigestão possa ser desconfortável, certamente não é prejudicial para o seu bebê. A desaceleração do sistema digestivo pode até mesmo beneficiar o bebê, pois dá ao corpo mais tempo para passar nutrientes pela placenta.

gravidez saudável comer indigestãoComa alimentos saudáveis ​​durante a gravidez. (Fonte: Getty Images)

Prevenção é melhor que a cura

Para qualquer gestante, a primeira e mais importante medida preventiva e corretiva necessária é aceitar e acolher as mudanças associadas à gravidez precoce e entender que a gravidez não é uma doença, provavelmente uma das confirmações de uma boa saúde. A gravidez é uma questão de bem-estar e não uma doença.

Refeições pequenas e frequentes

Deve-se fazer pequenas refeições frequentes em vez de duas ou três refeições pesadas por dia ou manter um intervalo maior entre a primeira refeição e as refeições subsequentes. Recomenda-se comer refeições menores, com mais frequência. Embora você deva se certificar de que está bem nutrido durante a gravidez, comer em excesso provavelmente causará mais problemas de indigestão, pois sua área abdominal já está bastante cheia. Pode ajudar o funcionamento do sistema digestivo, para que você não sobrecarregue seu corpo com grandes refeições que podem causar indigestão. Jantares tarde da noite são estritos NÃO. A comida chinesa deve ser evitada porque contém ajinomoto, que pode causar malformações congênitas em bebês.

Evite alimentos picantes, fritos e bebidas com cafeína

As mães grávidas devem escolher seus alimentos com sabedoria. É importante reduzir o consumo de cafeína, refrigerantes e alimentos ricos, condimentados e gordurosos. É mais provável que causem irritação, distensão abdominal e desconforto. Em casos piores, também pode causar gastrite. A mãe deve evitar alimentos enlatados ou congelados em favor de alimentos caseiros e frutas ou vegetais frescos.

Sentado direito

Ao comer, tente manter uma boa postura. Isso ajudará a aliviar a pressão do estômago e permitirá que o sistema digestivo funcione com mais eficiência.

Fumar e beber

Não fume nem beba. Você deve tentar derrubar esses hábitos antes da gravidez, pois pode prejudicar seu bebê. No entanto, também aumenta as chances de indigestão que, de outra forma, poderiam ser evitadas.

Roupa justa

Sentir-se confortável durante a gravidez é essencial ao tentar evitar angústias para você e seu bebê. Roupas apertadas podem colocar ainda mais pressão em torno do abdômen, piorando a indigestão e o desconforto. Isso pode ter efeitos prejudiciais à saúde materna e fetal.

Fique hidratado

Tome bastante líquido para se manter bem hidratado.

De estresse

Tire um tempo antes de dormir para acalmar você e o bebê. Tente meditar ou desfrutar de algum tempo tranquilo para que seu corpo não fique tenso durante o sono.

Posição de dormir

Tente inclinar o colchão para que a cabeça e os ombros fiquem um pouco mais altos, cerca de 10 cm. Isso ajuda a evitar que o ácido estomacal suba enquanto você dorme. Durma oito horas, descanse bastante e fique calmo e feliz para aproveitar a jornada até a criação dos filhos.

É importante saber se alguma coisa ou a desaceleração do sistema digestivo permite mais tempo para que os nutrientes sejam passados ​​para o seu bebê - portanto, tente não entrar em pânico!

Se você tem dores implacáveis, pode valer a pena consultar um médico, mesmo que seja apenas para relaxar. Se a sua indigestão não melhorar com as mudanças na dieta e no estilo de vida, ou se os sintomas forem mais graves, o médico pode sugerir medicamentos para indigestão que sejam seguros para uso durante a gravidez. Os medicamentos podem neutralizar o ácido do estômago, reduzir a quantidade de ácido produzida pelo estômago e impedir que o ácido suba para o esôfago. No entanto, é aconselhável a todos os casais grávidas evitar a automedicação.

(O escritor é ginecologista consultor sênior e especialista em gravidez de alto risco no Cloudnine Group of Hospitals, Chandigarh.)