‘Honrado em atendê-lo’: Donald Trump soletrou incorretamente ‘honra’ no Twitter

Trump escreveu em um tweet agora excluído: 'Estou honrado em servir a você, o grande povo americano, como seu 45º presidente dos Estados Unidos!'

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reage ao sair com o vice-presidente Mike Pence (L) após participar de uma cerimônia de juramento para funcionários seniores na Casa Branca em Washington, DC, em 22 de janeiro de 2017. REUTERS / Carlos BarriaEmbora as grafias britânica e americana da palavra ‘honrado’ sejam diferentes, a forma como Trump a soletrou estava incorreta.REUTERS / Carlos Barria

Pouco depois de assumir o cargo de 45º presidente dos Estados Unidos, Donald Trump tweetou dizendo que estava honrado por ter sido empossado como líder, evocando uma ampla resposta no Twitter. De acordo com um relatório no Independent on Sunday, Trump escreveu em um tweet agora excluído: Estou honrado em servir a vocês, o grande povo americano, como seu 45º presidente dos Estados Unidos!

ASSISTIR AO VÍDEO | Trump é bom para a Índia?

Embora a grafia britânica e americana da palavra 'honrado' sejam diferentes, a forma como Trump a soletrou estava incorreta. Embora o tweet tenha sido removido rapidamente, várias pessoas já haviam respondido à grafia do presidente dos Estados Unidos como ‘contratempo’. O relatório citou um usuário do Twitter acusando Trump de ser o presidente mais analfabeto de todos os tempos. De acordo com alguns comentaristas, a exclusão do tweet de Trump, que foi feito da conta oficial do Presidente dos Estados Unidos (POTUS), pode ter sido ilegal.

De acordo com os termos da Lei de Registros Presidenciais, todos os registros e documentos relacionados ao Presidente dos Estados Unidos devem ser preservados. Os ex-presidentes interpretaram que isso inclui postagens nas redes sociais, observou o relatório. Ainda não se sabe se a equipe de Trump arquivou seu tweet excluído. Por fim, configuramos o arquivamento automático para plataformas oficiais, para que os erros pudessem ser corrigidos enquanto preservamos o original, disse Ezra Mechaber, ex-assessor de Barack Obama.

Recentemente, Trump tweetou que a apreensão de um drone de pesquisa da Marinha dos EUA pela China foi um ato não presidido, escrevendo incorretamente a palavra sem precedentes.