Hillary Clinton: Assange deve ‘responder pelo que fez’

Assange foi preso depois que o Equador revogou o asilo político que o mantinha trancado na embaixada por quase sete anos. Os EUA estão buscando a extradição de Assange.

Julian Assange, Julian Assange preso, fundador do WikiLeaks preso, Hillary Clinton, Hillary Clinton em Julian Assange, Bill ClintonA ex-secretária de Estado Hillary Clinton aparece com o ex-presidente Bill Clinton durante um evento de conversação no palco no Beacon Theatre, em Nova York. (Reuters)

O recém-preso fundador do WikiLeaks, Julian Assange, precisa responder pelo que fez, disse Hillary Clinton na quinta-feira.

A indicada presidencial democrata de 2016 e ex-secretária de Estado falou sobre Assange enquanto discursava com seu marido, o ex-presidente Bill Clinton. Assange foi preso na quinta-feira na embaixada do Equador em Londres, e os EUA o acusaram de conspirar com o ex-analista de inteligência do Exército Chelsea Manning para invadir um computador confidencial do governo no Pentágono.

A publicação do WikiLeaks de e-mails democratas roubados por oficiais da inteligência russa durante a temporada eleitoral de 2016 prejudicou a campanha presidencial de Clinton. Donald Trump, oponente republicano de Clinton, frequentemente elogiava Assange durante as semanas finais da campanha e aplaudia o lançamento de e-mails prejudiciais do gerente de campanha de Clinton, John Podesta.

Assange foi preso depois que o Equador revogou o asilo político que o mantinha trancado na embaixada por quase sete anos. Os EUA estão buscando a extradição de Assange.

Clinton disse na quinta-feira: O ponto principal é que ele deve responder pelo que fez, pelo menos como foi acusado.

Em um aceno irônico para a postura de imigração linha-dura de Trump, Clinton acrescentou: Eu realmente acho que é um pouco irônico que ele seja o único estrangeiro que este governo receberia bem nos Estados Unidos.