As taxas de inflamação do coração aumentam após a vacina Moderna COVID-19, dizem dados do Canadá

O risco de complicações cardíacas, incluindo inflamação do coração, demonstrou aumentar substancialmente após infecções por COVID-19.

Os casos relatados de inflamação cardíaca rara foram relativamente maiores após a vacina COVID-19 da Moderna em comparação com as injeções da Pfizer / BioNTech, afirmam as autoridades de saúde canadenses. (Reuters)

Autoridades de saúde canadenses disseram na sexta-feira que os dados sugerem que os casos relatados de rara inflamação do coração foram relativamente maiores após a vacina COVID-19 da Moderna em comparação com as injeções da Pfizer / BioNTech.

Os dados também indicaram que a inflamação do coração ocorre com mais frequência em adolescentes e adultos com menos de 30 anos de idade e com mais frequência em homens.

A declaração da Agência de Saúde Pública do Canadá disse que a maioria dos indivíduos afetados experimentou uma doença relativamente leve e se recuperou rapidamente.

O risco de complicações cardíacas, incluindo inflamação do coração, demonstrou aumentar substancialmente após infecções por COVID-19, com riscos maiores após a infecção do que após a vacinação, de acordo com a declaração.

Os benefícios das injeções de mRNA na prevenção de COVID-19 continuam a superar os riscos, afirmaram os reguladores dos Estados Unidos, da UE e da Organização Mundial de Saúde.