China: vários mortos, dezenas de hospitalizados após explosão de gás

A explosão, na cidade central de Shiyan, causou danos generalizados a edifícios e veículos e deixou várias pessoas presas.

ChinaUma explosão de gás em um mercado de vegetais na cidade de Shiyan deixou várias pessoas mortas e muitos feridos. (Fonte: Agência de Notícias Xinhua / aliança de imagens)

Uma explosão de gás natural no centro da China deixou quase uma dúzia de mortos e muitos outros feridos, informou a mídia estatal no domingo.

A explosão aconteceu em Shiyan, uma cidade com mais de 3 milhões de habitantes, na província central de Hubei.

Pelo menos 12 pessoas foram mortas e mais de 150 hospitalizadas, das quais 37 estariam em estado grave, segundo relatórios.

As autoridades disseram que pelo menos 150 pessoas foram evacuadas, acrescentando que muitas pessoas ficaram presas.

Onde a explosão aconteceu?

A explosão atingiu um dos mercados de alimentos da cidade por volta das 6h30, horário local (22h30 UTC / GMT no sábado), de acordo com a emissora estadual CCTV.

O grande complexo do mercado, que já estava cheio de compradores e residentes locais tomando café da manhã, desabou logo após uma forte explosão, o jornal Apple Daily de Hong Kong citou uma testemunha.

Um vídeo postado nas redes sociais pretendia mostrar danos graves a vários edifícios e carros.

Autoridades provinciais do Partido Comunista dizem que os esforços de resgate estão em andamento.

Uma investigação sobre a causa da explosão foi iniciada.

Hospitais em Shiyan estão pedindo aos residentes que doem sangue, já que os feridos ainda estão em tratamento de emergência, informou a CCTV.

Fraca conformidade de segurança

A explosão em Shiyan ocorreu um dia depois que oito pessoas morreram e três ficaram feridas quando formiato de metila tóxico vazou de um veículo em uma instalação química na cidade de Guiyang, no sudoeste do país. Outras investigações ainda estão em andamento.

Padrões de segurança fracos, manutenção deficiente e corrupção levaram a uma série de desastres industriais na China.

Em 2015, uma explosão massiva em um depósito de produtos químicos em Tianjin, no nordeste da China, matou 173 pessoas, a maioria bombeiros e policiais.

As autoridades afirmam que a culpa é da construção ilegal e do armazenamento inseguro de materiais.