Pequim a -19,6 graus Celsius registra a manhã mais fria em mais de cinco décadas

No início da manhã de quinta-feira, metade das 20 estações meteorológicas de nível nacional de Pequim registrou suas temperaturas mais baixas no início de janeiro, informou a agência de notícias estatal Xinhua.

Coronavirus, China Coronavirus, casos de Coronavirus na China, China Casos de coronavirus, casos de cobídeos na ChinaPessoas usando máscaras faciais para ajudar a conter a disseminação do coronavírus começam a trabalhar enquanto a capital é atingida por um vento frio em Pequim (AP)

O mercúrio caiu para 19,6 graus Celsius negativos na manhã de quinta-feira em Pequim, quando uma forte onda de frio varreu a cidade, marcando a manhã mais fria na capital chinesa desde 1966.

A estação de Nanjiao, localizada no distrito de Daxing, em Pequim, é uma estação meteorológica de nível nacional fundada em 1912. Seus dados são usados ​​por especialistas para fazer comparações históricas.

No início da manhã de quinta-feira, metade das 20 estações meteorológicas de nível nacional de Pequim registraram suas temperaturas mais baixas no início de janeiro, informou a agência de notícias estatal Xinhua, citando Lei Lei, responsável pela previsão da estação meteorológica municipal de Pequim.

A onda de frio tomou conta de Pequim desde quarta-feira, trazendo quedas drásticas de temperatura e ventos fortes.

Na manhã de quinta-feira, as autoridades meteorológicas da cidade mantiveram alertas azuis para baixas temperaturas contínuas e ventos fortes, o nível mais baixo no sistema de alerta com código de cores de quatro camadas da China.

As autoridades também aconselharam a população a tomar precauções contra o frio.

A previsão é que a onda de frio continue em Pequim até sexta-feira, com a temperatura máxima diária permanecendo abaixo de zero, disse Lei, acrescentando que a temperatura deve subir no sábado, com a temperatura máxima diária subindo acima de 1 grau Celsius.